Conheça um pouco da história da 104 FM

    A história da Rádio Comunitária Assú FM 104 tem sua origem em 1998, quando o então Deputado Estadual Ronaldo da Fonseca Soares se reuniu á um grupo de amigos com o objetivo de fundar a “Associação Comunitária de Comunicação e Cultura de Assú/RN" (ACASSURN) , a fim de promover e divulgar as manifestações culturais, locais e regionais, através dos serviços de radiodifusão. O projeto foi encaminhado ao Ministério das Comunicações, para depois ser  aprovado pelo Congresso Nacional na Portaria nº 595 de 24 de outubro de 2001, publicada no Diário Oficial da União de 31 de outubro de 2001 aprovada pelo decreto legislativo Nº 381/2003, publicado no Diário Oficial da União de 31 de julho de 2003 autorizando a Associação Comunitária de Comunicação e Cultura de Assú, para desenvolver serviço de radiodifusão na cidade de Assú, Rio Grande do Norte na freqüência de 104,9 Mhz. A  inauguração ocorreu em 20 de janeiro de 2003, tendo sua sede na Rua José Dantas Pessoa, 123 Conjunto Janduís (Cohab) - Assú–RN. CEP 59.650-000. 


    São Sócios Fundadores: Antônia Maria Fidélis, Cloves Soares, Cristina Firmino, Edivaldo matias, Francisca Elielda, Francisca Francineide Pereira, Francisca Sérgio, João Batista de Melo, João Bento Soares, João Manuel Pessoa, João Maria Jorge, Joelma Fernandes, Manuel Lucas, Maria Cândida Soares, Maria Carmelita dos Santos, Maria de Lurdes da Paz, Maria do Socorro Dantas, Nival Paulino Pinheiro Filho, Raimundo Márcio, Borges e Roberto Carlos da Cunha.  


    Diretoria Atual:

    Presidente: Cloves Soares

    1º Secretário(a) Kécia Maria Maia

    Tesoureiro: Wellington Pascoal de Macedo

    1º Conselheiro: José Nazareno Dantas


    Sua programação é voltada para a realidade local. A emissora funciona 24 horas no ar, das 5:00 ás 23:00 com a programação sendo comandada por locutores e durante a madrugada apenas com músicas. A Rádio é administrada por uma diretoria eleita por quatro anos, nos cargos de Presidente, Vice- Presidente 1º Tesoureiro; 2º Tesoureiro; 1ºSecretário; 2º Secretário e um Conselho Fiscal composto por três membro titulares e três suplentes e quadro de 3 colaboradores efetivos.


    Histórico do Município de Assú


    AçuAssu ou ainda Assú, é um município brasileiro no interior do estado do Rio Grande do Norte, localizado na microrregião do Vale do Açu, que está na mesorregião do Oeste Potiguar e no Polo Costa Branca, a 207 km da capital do estado, Natal. Tem aproximadamente 53.636 habitantes (de acordo com o senso do IBGE/2011), sendo 39.369 na cidade e 13.876 nas comunidades rurais do município. A área territorial do município é de 1 269,235 km².


    Geografia
O município de Assu é um dos 62 municípios do Rio Grande do Norte incluídos na Mesorregião do Oeste Potiguar, que se divide em sete microrregiões, sendo que a microrregião à qual o município pertencente é a Microrregião do Vale do Açu, que possui nove municípios: Assu, JucurutuIpanguaçuPendênciasAlto do RodriguesCarnaubaisSão RafaelItajá e Porto do Mangue. Os municípios limítrofes são: Serra do Mel,CarnaubaisMossoróUpanemaParaúJucurutuSão RafaelItajáIpanguaçuAfonso Bezerra e Alto do Rodrigues. 


Economia

Apesar da importância da agricultura (fruticultura voltada para a exportação) e a pecuária, destacam-se a indústria (cerâmica e a petrolífera, entre outras) e o setor de serviços, além do comércio e a Pesca. De acordo com dados do IPEA do ano de 1996, o PIB era estimado em R$ 48,77 milhões, sendo que 9,8% correspondia às atividades baseadas na agricultura e na pecuária, 32,1% à indústria e 58,8% ao setor de serviços. O PIB per capita era de R$ 1.082,51. A cidade esta tendo um crescimento econômico e é provável que se torne mais acentuado nos próximos cinco anos com a implantação da ZPE do sertão (zona de processamento de exportação), local onde se irá instalar um parque industrial com enormes benefícios fiscais e boa infraestrutura, o que trará um grande desenvolvimento para a cidade e para as cidades vizinhas, fortalecendo a economia da região e do estado. O processo de implantação da ZPE no município está em andamento; a estimativa é que ela entre em atividade num prazo de cinco anos, dos quais dois serão gastos no processo de sua construção e os outros três para construção da linha férrea para o escoamento da produção das fábricas instaladas, para o porto de Natal. A instalação da ZPE do Assu já foi aprovada; agora só falta a prefeitura ir atrás de empresas interessadas em se instalar no município. É provável que inúmeras indústrias se interessem em se instalar na ZPE, devido aos incentivos fiscais que serão dados.


Hidrografia

  • Barragem Armando Ribeiro Gonçalves
  • Rio Açu
  • Açude de Mendubim
  • Lagoa do Piató
  • Gruta dos Pingos
  • Rio Panon